O Legislativo perto de você


Donana recebe Título de "Cidadã Piracaiense"
22/11/2010

 


Foi realizada nesse último dia 19, sexta-feira, nas dependências da Câmara Municipal, a entrega solene do “Título de Cidadã Piracaiense” à senhora Ana Teixeira de França (Donana). Com o Plenário lotado, a homenageada recebeu o título das mãos do vereador Glauco Godoy (PSDB) – autor do Decreto Legislativo Nº 049/2009 – e do presidente da Câmara Silvino Dentista (PSDB).
Conduzida pelo radialista Luiz Ailton Moreira (Zinho) e presidida por Silvino, a solenidade foi aberta com a formação da mesa de honra, e com a execução do Hino Nacional e o Hino do município, cantado ao vivo pela senhora Madalena Bigotto.  O evento contou com a presença dos vereadores Edmilson Armellei (PP), Dr. Luiz Henrique (DEM), Prof. Wanderley (DEM), Toninho da Rádio (PDT), Eunice Cabral (PDT), Dr. José Roberto da Silva “Dedé” (PCdoB), da prefeita Fabiane Santiago (PV), do vice-prefeito Dito da Ivone (PV), do prefeito de Itapeva Dr. Urias Paulo Furquim, além de familiares e amigos da homenageada.
Muito emocionada com a honraria, Donana foi sucinta ao se manifestar: “É com grande alegria que recebo este Título. Piracaia é a cidade que escolhi para viver, eu amo essa cidade! Agradeço a todos pelo apoio e carinho, estou muito emocionada” – agradeceu.


Biografia:


Confira o vídeo exibido durante a Sessão através do link:  http://www.youtube.com/watch?v=ChXUg__tUqI


Ana Teixeira de França é natural de Recife, Pernambuco, nascida em 15 de julho de 1928, filha de Antonio Teixeira dos Santos e Maria Joaquina da Conceição.
Ana teve sua vida marcada desde o seu nascimento: sua mãe não resistiu às complicações que tivera no parto e veio a falecer. Foi então que sua tia, Dona Dondon, a adotou e assumiu a responsabilidade de criar seus 4 irmãos: José, Manoel, Joana e Sebastião, que também eram muito pequenos.
Dona Dondon não poupou atenção e dedicação aos seus sobrinhos, assim, Ana e seus irmãos desfrutaram de uma infância acolhida de muito amor e afeto, apegos que inegavelmente contribuíram para a formação de seu caráter.
Começou a trabalhar aos 14 anos de idade, seu primeiro emprego foi como secretária na empresa Auto Viação Ibura em 1944.  E foi na Viação Ibura que Ana conheceu o grande amor de sua vida, o motorista José Marcelino de França, com quem se casou em 1951 no Palácio da Justiça. Ana e Marcelino tiveram duas filhas: Rejeane e Rosária.
Juntos Ana e Marcelino decidiram buscar novos horizontes, e deixaram a cidade das belas praias para tentarem a vida em São Paulo. Precisamente no ano de 1967 Ana e seu esposo chegaram ao município de São Miguel Paulista, ficando hospedados na casa de amigos por alguns meses, logo se mudaram para a cidade de Mogi das Cruzes ficando por lá durante 03 anos. 
Mudaram-se para Piracaia em agosto 1970, e desde que chegaram às terras piracaienses, tiveram a certeza de que Piracaia seria o lugar ideal para se viver e construir uma nova vida. 
Marcelino foi um dos homens que trabalhou na construção da barragem, e devido à grande quantidade de trabalhadores que aqui chegaram para a referida construção, Ana teve a iniciativa de comprar uma Pensão, a qual se chamava “Pensão Santo Antônio”.
Após um ano, Ana vendeu a Pensão e mudou-se para o “Hotel Cruzeiro”. Nessas duas pensões, Ana e Marcelino fizeram muitas amizades, sendo convidados a apadrinhar casamentos e batizados de muitos amigos que aqui conquistaram. 
Em 1972 Ana resolveu investir no restaurante “Cantina Capri”, criando o famoso prato “Filé Piracaião”. O restaurante elevou o nome do município pela excelência no serviço, atraindo inúmeras pessoas para o restaurante. Pessoas essas que, ao longo do tempo, se tornaram amigos e amigas especiais...
Em 1988, após viagem de férias a Caruaru, Ana resolveu mudar-se para lá a fim de ficar mais próxima de seus familiares. Mas, o amor por Piracaia e a saudade dos amigos aqui conquistados foram mais fortes, e após nove meses de sua mudança, Ana decidiu retornar às terras piracaienses.
Ana, conhecida popularmente por Donana, é pessoa atuante junto a comunidade e sempre comprometida com as causas sociais, auxiliando a todos que a procuram.
Junto a comunidade nordestina sempre foi destaque abrigando e auxiliando a todos, sendo pessoa de reconhecido destaque, tendo conduta ilibada em todos os sentidos.
Donana é esposa, mãe, avó e bisavó dedicada, sendo o elo mais forte da família, pois tem personalidade de alto relevo, o que a faz pessoa de determinação e arrojo.